FIM

Nem seria necessário dizer nada, já deu para perceber que este blog terminou.
O grupo era grande, e como eu disse no inicio, tentei convidar para fazer parte dos membros pessoas com diferentes visões politicas e cívicas. Resultado, dois dos membros fazem parte da listado PS, três da lista do +Conselho e dois foram dados pela comunicação social como fazendo parte das listas da CDU, naturalmente estes elementos foram-se abstendo de escrever e o blog foi naturalmente deixando de ter participações.
Não me parece que faça sentido reativa-lo, mas já me parece que faz todo o sentido tentar ter espaços de debate de ideias na Marinha Grande, pode ser num novo blog, num “grupo de pensadores” com debates públicos, ou num conjunto de outras atividades existentes em imensas localidades.
A Marinha Grande tem pessoas com excelentes ideias, opiniões, com capacidade de argumentação e era importante que à margem dos partidos\movimentos essas questões fossem faladas, debatidas e depois, se assim o considerassem, usadas por quem tem o poder de decidir e atuar.
Podia ficar por aqui mas atrevo-me a fazer algumas considerações politicas, valem o que valem, muito pouco, de certo.
Há 4 anos estive muito envolvido no processo das eleições autárquicas, este ano estou completamente por fora, por opção, mas também diga-se de verdade se nas anteriores eleições tive vários convites, este ano não tive nenhum, por isso a minha visão pode estar distorcida da realidade atual, mas é a minha!
Há 4 anos era evidente que o Álvaro Pereira não tinha condições para continuar mais 4 anos, estava desgastado, cansado, muito mal assessorado, fechado num pequeno grupo de pessoas que não o ajudavam nada a ver a realidade, o que levou ao afastamento de elementos que anteriormente apoiavam o PS.
Esta situação foi propicia ao aparecimento de movimentos, podia ser só um mas foram dois, com características completamente distintas.
O +Conselho completamente aberto a todos os que se quisessem juntar acabou por criar um grupo extremamente heterogéneo, tinham como objetivo comum derrotar o PS mas os meios e ideais eram muito diferentes dentro do grupo, um movimentos com talvez excesso de fações.
O MpM foi o oposto, movimento criado desde o início com uma linha orientadora a seguir, gerido por duas pessoas, o Aurélio e o Jorge ao qual se veio a juntar mais tarde a Ana.
O PSD é um caso de estudo estranho tal a diferença de votos entre as eleições nacionais e locais.
Sobre a CDU não sei dizer nada.
Quatro anos depois é esta a situação, provou-se que realmente o Álvaro Pereira não tinha condições para continuar a frente da autarquia, a pressão era muita.
O +Conselho foi definindo estratégias e ficaram os que com elas se identificaram, dos que se apresentaram no dia 18 de janeiro restam muito poucos, parece estar agora um grupo mais coerente com o que todos pensam.
O MpM mantém o seu programa e os mesmos 3 elementos no núcleo duro, será interessante de perceber , caso não vençam as eleições, se vão continuar mais 4 anos na oposição e voltar a uma 3 candidatura, mas isso já é futurologia.
O PS aparece com uma imagem mais simpática, uma candidata mais aberta e acessível, o programa é que não sabemos porque não foi apresentado. Continuo a achar que está mal assessorada, mas isso já é o meu feitio de achar que em politica nem todos os meios servem para atingir os fins desde que se ganhe, isso é mais para os clubes de futebol e mesmo assim tenho duvidas.
Fico então a aguardar as campanhas na certeza que nestas eleições as forças políticas estão mais organizadas e com ideias mais consolidadas.
Espero que no fim a Marinha Grande saia a ganhar porque como disse no inicio, é uma terra com muitos valores como tantas outras, mas que no nosso caso parecem estar excessivamente ausentes da coisa publica.

Sobre a CDU actual parece-me que sofre um pouco do mesmo problema do PS há 4 anos atrás, o grupo de decisão é muito fechado e pouco receptivo a opiniões diferentes das deles, tem contudo uma candidata que, como a do PS, é simpática, pertence a uma geração de marinhense com excelente formação e funções de topo com quem ela tem uma boa relação. Vai acompanhada da Lara que trás a escola social da JFMG, veremos o resultado.

Esta entrada foi publicada em Carlos Carvalho, Geral. ligação permanente.